Pesquisar este blog

Coleção Jovens do Mundo Todo (Editora Brasiliense, 1960 a 1996)

133 Títulos:



1960 – A pequena Robinson (Maria Majerova)
1960 – Avalanche! (A. Rutgers van der Loeff) 
1960 – Aventuras no Grande Rio (Eduardo Storch)
1960 – Férias Secretas (Maud Frére)
1960 – Jovens Atores em Viagem (Geoffrey Trease)
1960 – Lasse Länta, o menino lapão (Cor Bruijin)
1960 – Pablo, o Índio (Karl Bruckner)
1960 – Plutônia – Uma Viagem ao Centro da Terra (Vladimir A. Obruchev)
1961 – A Coroa de Violetas (Geoffrey Trease)
1961 – Anita e o Cinema (Mira Lobe)
1961 – Crepúsculo da Magia (Hugh Lofting)
1961 – Filho da Liberdade (Esther Forbes)
1961 – Mensagem à César (Geoffrey Trease)
1961 – Montes de Varna (Geoffrey Trease)
1961 – O Anfíbio (A. Bieliaiev)
1961 – O País da Espuma (Ivã Efrémov)
1961 – O Velho Carro e o Sonho (Geoffrey Trease)
1961 – Setas Contra os Barões (Geoffrey Trease)   
1961 – Um Jovem Ator (I. Vassilienko)
1961 – Uma Chácara na Estepe (Valentim Kataiev)
1961 – Viagem à Ilha (Colette Vivier)
1962 – A Pala Vermelha Contra o Galo Que Canta (Cynthia Harnett)
1962 – Andrézito, o Herói (Mira Lobe)
1962 – Aventuras de um Petroleiro Durante a Guerra (Richard Armstrong)
1962 – Glorinha e o Mar (Isa Silveira Leal)
1962 – O Cão Que Marchou Até Moscou (Ernest A. Gray)
1962 – Otter Três Dois Chamando (Leif Hamre)
1962 – Uma Janela Aberta (Geoffrey Trease)
1962 – Vão Submergir Nossa Aldeia (A. Rutgers van der Loeff)
1963 – Dois Irmãos Contra os Vikings (Geoffrey Trease)
1963 – Exército de Sombras (Geoffrey Trease)
1963 – Sadako Quer Viver (Karl Bruckner)
1964 – Glorinha, Bandeirante (Isa Silveira Leal)
1965 – A Grande Aventura (Ann Nolan Clark)
1965 – A Montanha Partida – O Mistério da Expedição (Odette de Barros Mott)
1965 – Glorinha e a Quermesse (Isa Silveira Leal)
1965 – O Fiorde Secreto (Geoffrey Trease)
1966 – Companheiros de Gêngis Khan (Henry Treece)
1967 – Cidade dos Espiões (Geoffrey Trease)
1967 – Xisto no Espaço (Lúcia Machado de Almeida)
1968 – Aventuras de Xisto (Lúcia Machado de Almeida)
1968 – O Menino de Palmares (Isa Silveira Leal e Alberto Leal)
1968 – Rosita (A. Rutgers van der Loeff)
1969 – O Mistério do Escudo de Ouro (Odette de Barros Mott)
1969 – O Único Amor de Ana Maria (Isa Silveira Leal)
1970 – Glorinha Radioamadora (Isa Silveira Leal)
1970 – Justino, o Retirante (Odette de Barros Motta)
1970 – Menino-Jacunço (Paulo Dantas)
1970 – O Menino e o Presidente (Wilson Galvão do Rio Apa)
1971 – Aventuras do Escoteiro Bila (Odette de Barros Mott)
1971 – Glorinha e a Sereia (Isa Silveira Leal)
1971 – Marco e os Índios do Araguaia (Odette de Barros Mott)
1971 – O Gênio do Crime (João Carlos Marinho)
1972 – A Rosa dos Ventos (Odette de Barros Mott)
1973 – A Grande Ilusão – A Transa-Amazônica (Odette de Barros Mott)
1973 – Elas Liam Romances Policiais (Isa Silveira Leal)
1973 – Férias em Xangri-lá (Maria Teresa Guimarães Noronha)
1973 – Os Quatro Levam a Melhor (Maria Teresa Guimarães Noronha)
1974 – A Caminho do Sul (Odette de Barros Mott)
1974 – E Agora? (Odette de Barros Mott)
1974 – Xisto e o Saca-Rolha (Lúcia Machado de Almeida)
1975 – A Fada Desencantada (Eliane Ganem)
1975 – A Terra é Azul (Lucília Junqueira de Almeida Prado)
1975 – Lando das Ruas (Carlos de Marigny)
1975 – O Barco e a Estrela (Isa Silveira Leal)
1975 – O Segredo de Tucumã (Maria Teresa Guimarães Noronha)
1975 – Pantanal, Amor Baguá (José Hamilton Ribeiro)
1975 – Sigismundo do Mundo Amarelo (Eliane Ganem)
1975 – Três Garotos na Amazônia (Antonieta Dias de Moraes)
1976 - ...Quando florescem os ipês (Ganymédes José)
1976 – A 8ª Série C (Odette de Barros Mott)
1976 – Detetives Por Acaso (Carlos de Marigny)
1976 – O Balão Amarelo (Lucília Junqueira de Almeida Prado)
1976 – Os Fantasmas da Casa Mal-Assombrada (Carlos de Marigny)
1976 – Uma Cidade Fora do Mapa (Eliane Ganem)
1977 – A Porta da Aventura (Maria Teresa Guimarães Noronha)
1977 – A Última Azagaia (Pedro Taves)
1977 – Antes Que o Sol Apareça (Lucília Junqueira de Almeida Prado)
1977 – Mistérios do Grande Rio (Antonieta Dias de Moraes)
1977 – O Caso da Boneca (Odette de Barros Mott) [em edições posteriores lançado como O Mistério da Boneca]
1977 – O Clube dos Bacanas (Odette de Barros Mott)
1977 – Quem Quer Ir a Oba-Oba? (Maria Teresa Guimarães Noronha)
1977 – Sem Cachimbo Nem Boné (Isa Silveira Leal)
1977 – Tão Perto do Céu... (Maria Teresa Guimarães Noronha)
1978 – Magaroa (Antonieta Dias de Moraes)
1978 – O Caso da Ilha (Odette de Barros Mott)
1978 – O Menino dos Óculos de Aro de Metal (Everaldo Moreira Veras)
1978 – Os Dois Lados da Moeda (Odette de Barros Mott)
1978 – Pai-de-Todos (Ganymédes José)
1978 – Xande, o Grande – História de um Menino Pequeno (Maria Teresa Guimarães Noronha)
1979 – Gran Circo das Américas (Cristovão Tezza)
1979 – Kadiuéu – A Vingança do Índio Cavaleiro (José Hamilton Ribeiro)
1979 – Nó na Garganta (Mirna Pinsky)
1979 – O mistério de Xangri-lá (Maria Teresa Guimarães Noronha)
1979 – Recordações de um Agente Secreto (Maria de Lourdes Ramos Krieger)
1980 – As Incríveis Aventuras de El Cóndor (João Silvério Trevisan)
1980 – O Felino Fidélis (Luiz Puntel)
1980 – O Segredo da Casa Amarela (Giselda Laporta Nicolelis)
1980 – Pedro Pedreiro (Odette de Barros Mott)
1981 – A Serra dos Homens Formigas (Odette de Barros Mott)
1981 – A Vingança do Timão (Carlos Moraes)
1981 – As Empregadas (Odette de Barros Mott)
1981 – Meninos Sem Pátria (Luiz Puntel)
1981 – Mistério? Misterioso Amor (Odette de Barros Mott)
1981 – O Filho do Bandeirante (Odette de Barros Mott)
1981 – O Rastro (Isa Silveira Leal)
1981 – O Tesouro de Ana (Mirna Pinsky)
1981 – Os Sete Enigmas de Ganimédes (Ganymédes José)
1981 – Tidão, o Justiceiro dos Pampas (Carlos Moraes)
1981 – Um Amigo Muito Especial (Maria de Lourdes Ramos Krieger)
1982 – Esta Terra É Nossa (Odette de Barros Mott)
1982 – Lua Lua (Lúcia Villares)
1982 – Macapacarana (Giselda Laporta Nicolelis)
1982 – Mairi – Uma Cidade Sob Medida (Manoel Cardoso)
1982 – Mocinhos do Brasil (Luiz Puntel)
1982 – O Filme na Barriga do Panda (Odette de Barros Mott)
1982 – Sonhar É Possível? (Giselda Laporta Nicolelis)
1983 – Caminhos (Odette de Barros Mott)
1983 – Larissa (Ganymédes José)
1983 – Num País Estranho (Antonio Skármeta)
1983 – O Cigano de Itaparica (Sérsi Bardari)
1983 – O Muiraquitã (Odette de Barros Mott)
1983 – O Rio é o Cofre (Lúcia Villares)
1983 – Robinson Crusoé (Daniel Defoe)
1983 – Uma Família Tão Comum (Maria de Lourdes Ramos Krieger)
1984 – Caindo na Real (Ulisses Tavares)
1984 – Marzão (Odette de Barros Mott)
1984 – Na Ilha de Mandaraí (Manoel Cardoso)
1985 – A invasão dos andróides (Marta Melo)
1985 – Curumim Cabano (Júlio José Chiavenatto)
1985 – Nosso Clube (Odette de Barros Mott)
1988 – A Menina Que Viajou No Disco Voador (Lucília Junqueira de Almeida Prado)
1990 – O Pai Que Era Mãe (Ricardo Kotscho e Ruy Castro)


 

Em 1960, vendo a necessidade de se publicar livros voltados diretamente para o público jovem, Danda Prado resolveu criar a Coleção Jovens do Mundo Todo na Editora Brasiliense. A intenção era trazer aos leitores brasileiros livros do mundo inteiro que falavam ao público jovem que carecia de publicações específicas para sua idade.



A organização da coleção ficou a cargo da professora Yolanda P. Alves Pinto. Odiléa Helena Setti Toscano ilustrou as capas dos primeiros livros publicados na coleção,  ilustrações que rendeu-lhe um prêmio na 1ª Bienal Internacional do Livro e das Artes Gráficas de São Paulo em 1961, e a divulgação internacional de seu trabalho em revistas especializadas.


Na década de 1970, a coleção perdeu um pouco de sua identidade original, deixando de lado os livros de autores internacionais, e voltando então sua atenção para livros inéditos de autores brasileiros. Até 1985, a Coleção Jovens do Mundo Todo trouxe vários títulos inéditos a cada ano. Após esse ano até 1996, a coleção apenas reeditou os títulos já lançados, com exceção de A Menina Que Viajou No Disco Voador (que entrou na coleção em 1988) e O Pai Que Era Mãe (de 1990). No total, a coleção trouxe para o público juvenil brasileiro 133 títulos no período de 1960 a 1996.


5 comentários:

  1. Olá
    Essa coleção era excelente. Quando criança li Montes de Varna e Sadako Quer Viver.
    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ingmar... Realmente são ótimos livros... Eu li muitos também na adolescência, principalmente os de autoria de Odette de Barros Mott. Um forte abraço.

      Excluir
  2. Muito novinha li "Quando florescem os ipês"
    chorei horrores com a história da Neide, uma menina que morreu de câncer. Nunca mais me esqueci desse livro. É lindo!!!

    ResponderExcluir
  3. Muito novinha li "Quando florescem os ipês"
    chorei horrores com a história da Neide, uma menina que morreu de câncer. Nunca mais me esqueci desse livro. É lindo!!!

    ResponderExcluir
  4. Li quase toda a coleção nos anos 60. Geofrey Trease era o meu aotor favorito, pois contava fatos da histŕia da humanidade em romances gostosos de ler. O Velho Carro e o Sonho é um dos melhores, mas o Fiorde Secreto é instigante. Plutônia e uma Chácara na Estepe, movimentam as ideias de uma adolescente.Excelentes.

    ResponderExcluir